Seu browser não suporta execução de scripts.

Secretaria Municipal de Educação

 

III MOSTRA EXPERIMENTAL DE CURTAS-METRAGENS

 

 

O que é a Mostra Experimental de Curtas-Metragens Curta Inclusão e Diversidade?

 


No ano de 2011, o Setor de Educação Inclusiva e Diversidade, da Secretaria Municipal de Educação de Novo Hamburgo, ousou sonhar um projeto. Operando a constante análise sobre as assessorias escolares, intervenções domiciliares, grupos interdisciplinares que se faz junto às escolas municipais, com crianças e adolescentes em processo de educação inclusiva e projetos que envolvem as políticas étnico-raciais, percebeu-se que os processos criativos, de invenção e de sustentação das diferenças constituíam, como nos lembra Clarice Lispector, os fios dourados dos fazeres. 

 

As intervenções domiciliares do Projeto de Férias Achadouros de Sentidos aproximou-nos ainda mais dos pormenores de cada história das crianças e adolescentes que acompanhávamos na rede, enlaçadas com as memórias geracionais.

 

Alegrias, superações e também as marcas da exclusão tomavam voz pelos familiares e pelas próprias crianças e adolescentes. O projeto lançava mão da metodologia da cartografia, buscando conectar os lugares desejantes dos pequenos e dos jovens pela cidade. Cartografávamos cores, sonhos, alegrias, tristezas e imagens. Nesses movimentos, pensar na articulação entre arte, educação e inclusão pareceu ser uma proposta interessante para dar corpo a uma continuidade do projeto no período escolar. Mas como sistematizar essas experiências para além das falas em eventos, das reuniões sistemáticas, dos escritos em livros e publicações? Como dar um outro corpo possível a essas vivências, aos aprendizados, aos processos de inclusão que acontecem nos instantes quaisquer do cotidiano escolar? Como a proposta era sonhar, sonhou-se mais. Veio a ideia de cinemas itinerantes com os familiares, crianças e adolescentes escolhendo filmes para rodas de conversa posteriores em cada comunidade. Na sequência, o a-mais-de-sonho: e por que não inventar um jeito de contar as histórias, experiências transformadoras de inclusão e diversidade dentro e fora dos espaços escolares utilizando recursos tecnológicos como o audiovisual?

 

O projeto tomou contornos mais definidos e brotou a I Mostra Experimental de Curtas-Metragens, com o tema, Curta Inclusão e Diversidade. Desde o primeiro momento tomou-se como fundamental que as experiências a serem projetadas pudessem romper com os muros das escolas, vir de outros lugares, de outras cidades, de outros trabalhos com a inclusão e a diversidade. No primeiro ano de Mostra foram projetados 27 curtas-metragens, sendo 23 de escolas de Novo Hamburgo, 2 da rede de atendimento e 2 de cidades da região.

 

No segundo ano da Mostra a experiência amplificou-se, o projeto amarrou outras parcerias, como a Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, que nos últimos três anos vem se constituindo como espaço de estudo e trabalho na área da inclusão a partir da implantação do Centro de Referência em Tecnologia Assistiva para a Educação Profissional, além do Atelier Livre com o Coletivo Ubuntu e a Secretaria de Cultura de Novo Hamburgo.


O audiovisual tem essa potência de furar, de fazer vazar para as vidas, daqueles que participam de uma produção, por mais simples que seja, e de quem nas salas escuras do cinema podem apreciar, pensar e fazer vibrar outras vidas e outros processos acerca do debate da inclusão, da diversidade e da acessibilidade cultural. Pensamos que a Mostra Experimental Curta Inclusão e Diversidade é uma estratégia de in(ter)venção, utilizando da linguagem audiovisual, que faz saltar das telas a diferença para uma cidade, que com suas múltiplas teias, faces e realidades, exige o pensar e transmutar das concepções sobre a diferença, seja ela mais radical ou não.

 

No ano de 2013 foram projetados 24 curtas-metragens, sendo 18 de escolas municipais, 3 de redes parceiras (assistência social, oficina de geração de renda, ong esportiva) e 2 de serviços substitutivos à lógica manicomial da região rio-grandense.

 

Todos os passos dos dois anos de Mostra Experimental sustentaram uma premissa: fazer o máximo possível para tornar os vídeos acessíveis para todos, sustentando a direção de uma cidade acessível culturalmente.

 

Nesse ano de 2014 seguimos na mesma sintonia e ampliamo-nos: teremos os ônibus curta inclusão e diversidade, onde exibições de curtas-metragens, oficinas e rodas de conversa sobre arte-inclusão-diversidade-acessibilidade cultural estarão em cena.

 


Fique atento, contate-nos e increva-se! As inscrições iniciam dia 11 de abril a vão até 31 de maio de 2014.

 

Inscreva-se online - Formulário de Inscrição - III Mostra de Curtas 

 

Sobre a entrega dos curtas consulte o Regulamento da III Mostra, que está disponível logo abaixo:

 

Acesse o Regulamento AQUI.

 

E-mail: curtainclusao@novohamburgo.rs.gov.br

 

 

O prazo para entrega do Curta, será até o dia 11 de outubro de 2014, juntamente com os documentos abaixo especificados (em versão impressa e assinada) e breve sinopse com imagem da produção audiovisual (salvos em DVD).

 

Faça download dos documentos abaixo que serão necessários para efetivar sua inscrição:

 

 

OBSERVAÇÃO: Os materiais acima especificados podem ser entregues em um dos locais abaixo:


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Rua Guia Lopes, 4201, Bairro Rondônia, Novo Hamburgo/RS
CEP: 93410-340
4º Andar - Recepção - SMED
Telefone: (51) 3594-9910, Ramal 9222

 

INCUBADORA LIBERATO

Rua Inconfidentes, 395, Bairro Primavera, Novo Hamburgo/RS
CEP: 93340-140
Telefone: (51) 3584-2076
Fax:  (51) 3584-2008

 

Leia mais sobre a III Mostra de Curtas-Metragens no blog do Projeto - http://curtainclusao.blogspot.com.br/

 

PROGRAMAÇÃO:

 

27/11/2014

curtainclusao.blogspot.com.br/2014/11/iii-mostra-experimental-e-regional-de.html

 

28/11/2014

curtainclusao.blogspot.com.br/2014/11/2-dia28112014-9h-abertura-para.html

 

29/11/2014

curtainclusao.blogspot.com.br/2014/11/3-dia29112014-9h-abertura-para.html

Recomendar esta página via e-mail: